Zahar

Blog da editora

Em junho: a história de quatro amizades que transformaram a arte moderna

12 de Junho de 2017

Em  A arte da rivalidade, o vencedor do prêmio Pulitzer Sebastian Smee conta a história de quatro amizades que revolucionaram a arte moderna: Matisse e Picasso, Manet e Degas, Pollock e De Kooning, Freud e Bacon. Ao acompanhar os relacionamentos intensos, conturbados e competitivos desses artistas geniais,  por Paris, Nova York e Londres, atravessando os séculos XIX e XX, Smee traça um panorama revelador da arte moderna.

>> Leia um trecho

 

                   Escavação, 1950. Uma das maiores pinturas de Willem de Kooning é também um grande exemplo de sua técnica inovadora.


O enigma quântico, dos professores Bruce Rosenblum e Fred Kuttner, é um encontro da física com a consciência. Quando surgiu no começo do século XX, a mecânica quântica tinha como objetivo explicar o comportamento dos átomos. Hoje, essa é a teoria mais testada e mais bem-sucedida da ciência, mas há um enigma: na mecânica quântica, a observação estranhamente influencia o que é observado.

Nesse livro, os autores explicam esse mistério, distinguindo especulações de fatos, expõem os conceitos centrais da teoria, e descrevem as múltiplas e concorrentes interpretações acerca do que ela nos diz sobre o mundo físico e sobre nós mesmos.

>> Leia um trecho



Para as crianças, o lançamento do mês é No sótão, de Hiawyn Oram e Satshi Kitamura, pela Pequena Zahar. O texto sensível ganha vida com as lindas ilustrações em aquarela e nanquim, e conta a história de um menino entediado que descobre que tudo é possível no mundo da imaginação.

 

Categorias: Lançamento